Porque cuidar dos dentes de leite?

 

Vamos entender porque é fundamental cuidar do dentes mesmo sabendo que eles irão “cair”?

A dentição humana é feita em duas etapas. A primeira dura até aproximadamente ate os 6-7 anos, quando os dentes deciduos (também chamados “dentes de leite”) começam a ser substituídos pelos dentes permanentes.

Os dentes de leite “amolecem” e caem espontaneamente, empurrados pelos dentes definitivos que vêm aparecendo. Entre as duas dentições há diferenças importantes. Em primeiro lugar, os “dentes de leite” são em número de 20 e os definitivos em número de 32. Em média, os primeiros dentes começam a nascer (erupcionar) aos seis meses e aos 30 meses já estão completos.
Os cuidados com os dentes de leite só começam após o seu nascimento?
Não. Desde antes do nascimento dos dentinhos, os pais devem tomar alguns cuidados. Em primeiro lugar, quando eles estão ameaçando emergir, o bebê apresenta um aumento de salivação, fica mais irritado e experimenta um desconforto gengival que o incomoda. Nessa fase, o bebê pode aumentar sua tendência a chupar o dedo e é importante providenciar algum objeto ou brinquedo macio, geralmente de borracha ou de plástico, para que o bebê possa morder. Isso alivia seu desconforto e o deixa mais calmo. Existem mordedores que podem ser colocados na geladeira e, oferecidos ao bebê, ajudam a reduzir o desconforto por causarem certa analgesia local.

E depois que eles nasceram?
Uma vez surgida a dentição, é importante cuidar dela desde cedo. Os pais devem higienizar a cavidade bucal do bebê logo que apareçam os primeiros dentes. Para tal, existem dedeiras ou escovas dentárias especiais para bebês.

Os “dentes de leite” devem ser examinados por um dentista especializado em crianças e tratados quando necessário. Como ocorre com os dentes permanentes, “dentes de leite” cariados também doem e prejudicam a mastigação e a digestão dos alimentos.  Além disso, haverá um tempo em que esses dentes conviverão com dentes permanentes e podem transmitir a eles suas cáries e infecções.
Quais são os sintomas do nascimento de novos dentes?
São sinais e sintomas da pré-dentição e do afloramento dos dentes:
Levar os dedos e mãos à boca com muita frequência.
Manifestação de desejo irrefreável de morder, para pressionar as gengivas.
Baba mais abundante, resultando em estímulo à salivação.
Maior irritabilidade que o normal.
Diminuição do apetite e maior dificuldade para mamar, devido ao aumento da dor.
Inflamação das gengivas.
Quais são as medidas que podem aliviar o mal-estar do bebê durante o surgimento dos dentes?
Uso de mordedores de borracha ou de plástico. Melhor ainda são os brinquedos com um líquido (geralmente água) dentro que podem ser colocados na geladeira. A baixa temperatura promove certo grau de analgesia, fazendo a criança sentir grande alívio.
Esfregar suavemente a gengiva com um dedo previamente mergulhado em água fria.
Oferecer alimentos e líquidos frios.

 

Open chat
Precisa de ajuda?