O que é língua presa? Saiba se esta alteração pode interferir no desenvolvimento do bebê?

Caros leitores, mães e pais: em nossos serviços de saúde têm sido frequentes as queixas de amamentação, mastigação, deglutição e fala. Essas queixas que muitas vezes são decorrentes de uma alteração comum, mas às vezes ignorada, o frênulo lingual curto ou também conhecido como língua presa.

O frênulo da língua é uma pequena prega de membrana mucosa que conecta a língua ao assoalho da boca. Quando uma parte desta membrana não sofre o processo completo, que seria desaparecer durante a gestação, e permanece na parte inferior da língua, ocorre a língua presa.  Esta alteração torna-se preocupante quando restringe a movimentação da língua prejudicando suas funções, como: sugar, engolir, mastigar e falar.

Quando há alteração do frênulo lingual podem ocorrer dificuldades na produção dos sons da fala, por exemplo, dos fonemas /t/, /d/, /n/, /l/ e /r/. Algumas pessoas podem desenvolver ajustes compensatórios não havendo dificuldades significativas de fala. Porém aqueles que não desenvolvem esta compensação poderão apresentar alteração de fala, sendo necessário um procedimento cirúrgico.

Recomenda-se que a avaliação do frênulo da língua seja inicialmente realizada na maternidade, pois a avaliação precoce é essencial para que os bebês sejam diagnosticados e tratados o mais cedo possível. Assim pode-se evitar que seja realizado um procedimento cirúrgico mais invasivo posteriormente, possibilitando o posicionamento adequado da língua e prevenindo possíveis alterações na produção da fala.

O Teste da linguinha é um protocolo que permite verificar se o bebê tem alteração do frênulo lingual. Não dói, é rápido e pode ser feito na maternidade ou logo depois que o bebê for pra casa. O ideal é que seja feito até o fim do primeiro mês para evitar dificuldades na amamentação, possível perda de peso e consequentemente o desmame precoce. Deve ser realizado por um profissional da área da saúde qualificado, como por exemplo, o fonoaudiólogo.

No Brasil, a  lei  nº 13.002 de 20 de Junho de 2014,  torna obrigatória a aplicação do protocolo de avaliação do frênulo lingual de recém-nascidos em todos os hospitais e maternidades. Mas as avaliações do frênulo lingual podem ser realizadas em bebês, crianças ou mesmo em adultos por fonoaudiólogos, dentistas ou médicos em centros de saúde, clínicas ou hospitais.

ATENÇÃO: Se você está amamentando e observa que o tempo entre as mamadas está reduzido (1 hora ou menos), se seu bebê apresenta cansaço para mamar, mama pouco e dorme ou solta e morde o mamilo, podem ser sinais de que há interferência do frênulo na movimentação da língua. Em casos de crianças, jovens e adultos, se há dificuldade em articular algumas palavras com omissões, trocas ou distorções dos sons da fala mencionados acima, também podem ser decorrentes de frênulo lingual alterado. Se você é mãe e está na dúvida, procure orientação profissional.

 

Referência: Cartilha do Teste da Linguinha: para mamar, falar e viver melhor. São José dos Campos, SP : Pulso Editorial, 2014

lingua presa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Precisa de ajuda?