Fase do “patinho feio”

imageMuitas mães chegam ao consultório odontológico queixando-se de que os dentes permanentes dos filhos estão nascendo tortos e com espaços entre os dentes anteriores e acreditando que os mesmos necessitam usar aparelho.
Isso caracteriza um estágio fisiológico da dentição mista (período em que há presença tanto de dentes de leite quanto permanentes na boca). Esta é a chamada “fase do patinho feio”, que tem início aproximadamente aos 7 anos e tende a desaparecer por volta dos 12 anos com o estabelecimento da dentição permanente. Esta é na verdade uma condição favorável para o estabelecimento de uma boa oclusão. Entretanto, algumas vezes a vestíbulo-versão e os diastemas podem estar exagerados e ser determinados por outros fatores, tais como hábitos deletérios (chupeta, mamadeira, sucção digital…) ou freios labiais pronunciados. Sendo assim é sempre recomendável uma avaliação profissional.
#odontopediatria
#ortodontia
#ortopedia

Fernanda

<p>ODONTOPEDIATRIA e ENDODONTIA</p> <p>Graduação: Odontologia – UNICAMP 2010<br /> Estágio clínico e capacitação teórica no CEPAE (Centro de pesquisa e Atendimento Odontológico para Pacientes Especiais) grávidas e bebês inclusive excepcionais<br /> Especialização: Endodontia – faculdade Unicamp 2010/2012<br /> Especialização Odontopediatria São Leopoldo Mandic 2015/2016<br /> Pós Graduação: Curso de capacitação em Odontologia intrauterina e da primeira infância – UNESP<br /> Curso de Odontologia na Primeira Infância-Clínica de bebês – USP São Paulo<br /> Curso Intensivo de Odontologia para Bebês – Universidade Estadual de Londrina UEL<br /> Aspectos Nutricionais no Atendimento Odontopediátrico – USP</p>