Bruxismo

Ranger os dentes não é um problema exclusivo de adultos. Muitas crianças sofrem com o bruxismo, ou seja, apertam os dentes, principalmente enquanto dormem. Para tirar dúvidas dos pais sobre causas e tratamentos, o Terra entrevistou a cirurgiã-dentista, Adriana Lira Ortega, professora do Instituto de Odontologia da Universidade Cruzeiro do Sul e de odontopediatria da Fundecto – USP.

Quais as causas para uma criança ranger os dentes?
Esse tipo de bruxismo é chamado de bruxismo do sono e parece estar associado com algumas condições. A primeira é a genética, uma vez que pesquisas apontam ocorrência da condição em determinadas famílias, além de indícios laboratoriais nesse sentido. Outras condições são ambientais e aparecem como fatores iniciadores ou exacerbadores, como obstrução de vias aéreas (casos de rinite e asma por exemplo), apneia obstrutiva do sono, qualidade do sono ruim, refluxo gastroesofágico, alguns medicamentos com ação no sistema nervoso central, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), alterações neurológicas (paralisia cerebral, síndrome de Down).

Como é possível perceber que isso está acontecendo?
O responsável pela criança (normalmente a mãe) relata escutar o barulho provocado pelo atrito entre os dentes. Essa informação é fundamental e pode ser complementada pela investigação clínica, feita pelo cirurgião-dentista, que pode perceber desgastes nos dentes. No entanto, o diagnóstico mais confiável é feito por um exame chamado polissonografia, que monitora o sono do paciente.

Tem cura?
Só se pode falar em “cura” a partir do momento em que se identifica a causa adversa causadora do bruxismo e ela possa ser sanada. Vale ressaltar que é muito difícil para o profissional garantir essa remissão (cura) do bruxismo, visto que vários fatores podem estar presentes e nem sempre são fatores controláveis.

Qual o tratamento?
O tratamento consiste em identificar e controlar fatores associados e proteger as estruturas dentárias com dispositivo bucal que deve ser usado durante o sono.

Quem range os dentes na infância vai rangê-los quando adulto?
Muito difícil fazer essa previsão (prognóstico), mas sabe-se que se o bruxismo for do tipo “primário”, possivelmente a causa é genética e pode persistir durante a fase adulta.

Quais as complicações que a criança pode ter por ranger os dentes?
A maior complicação é a perda do tecido dentário. O dente uma vez desgastado não se recupera e a reabilitação (restauração) é muito difícil e inviável na maioria das vezes.

Tem como prevenir?
Não se conhece um protocolo preventivo para bruxismo, entretanto, se o cirurgião-dentista conhecer bem os fatores associados, pode fazer as orientações no sentido de evitá-los para que não ocorra o bruxismo secundário.

Renata
Renata

ODONTOPEDIATRA Graduação Faculdade de Odontologia do Planalto Central (FOPLAC) Brasília DF – 2010 Especialização Odontopediatria na Faculdade São Leopoldo Mandic (SLM – Campinas) Pós Graduação: Curso de capacitação em Odontologia intrauterina e da Primeira infância – UNESP Curso de Odontologia na Primeira Infância-Clínica de bebês – USP São Paulo Aperfeiçoamento em Endodontia SLM SP Aperfeiçoamento em Ortodontia e Ortopedia na Clínica de Odontopediatria – SLM SP Curso Intensivo de Odontologia para Bebês – Universidade Estadual de Londrina UEL Aspectos Nutricionais no Atendimento Odontopediátrico – USP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *